TITLE

DESCRIPTION

Regulamento da VI Olimpíada do CMT

REGULAMENTO GERAL

CAPÍTULO I

DO CAMPEONATO E SUAS FINALIDADES


Art. 1º – A VI Olimpíada do CMT tem como objetivo, integrar todos os alunos da escola, desenvolver o espírito esportivo por meio da disputa sadia com seriedade, responsabilidade e amizade, descobrir valores no cenário esportivo interno, motivar, desenvolver os valores culturais vividos em sociedade e promover os jogos cooperativos no Ensino Fundamental e Médio, visando o desenvolvimento de habilidades básicas, de forma a integrar os aspectos afetivos, cognitivos e motores.

Art. 2º – A VI Olimpíada do CMT será realizada no decorrer dos dias 02/07 a 06/07/2018, no período matutino. Excepcionalmente dia 03/07 será utilizado o período noturno para a execução Abertura da Olimpíada.

Art. 3º – O tema da Olimpíada será “Copa do Mundo 2018”.

Art. 4º – A cerimônia oficial de abertura da VI Olimpíada do CMT será realizada no Pátio de Formatura da CMT, às 19h30 do dia 03/07/2018 (Terça-feira).

Parágrafo Único – Participarão da cerimônia de abertura todos os alunos do CMT, totalizando 655 alunos, divididos em 21 (vinte e uma) turmas, além dos professores, todos os integrantes do colégio e autoridades locais e/ou nacionais.

CAPÍTULO II

DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO DO CAMPEONATO



    Art. 5º – A Comissão de Apoio será composta pelos seguintes profissionais do Colégio Militar Tiradentes:

  1. Comandante do Colégio Militar Tiradentes;

  2. Chefe da Seção de Justiça e Disciplina;

  3. Chefe da Seção de Logística;

  4. Chefe da Divisão de Ensino;

  5. Supervisores Pedagógicos;

  6. Corpo de Alunos;

  7. Profissionais de Educação Física;

  8. Equipe administrativa.


Art. 6º – A Comissão Organizadora será responsável pela organização geral da Olimpíada, julgamento de requerimentos, confecção de tabelas e boletins. Essa comissão será composta pelos seguintes profissionais do Colégio Militar Tiradentes:

  1. Coordenador Geral da Olimpíada – Major Luciano;

  2. Coordenadora de Provas – Sd Gabriela;

  3. Supervisora da Olimpíada – Tatiana Weysfield;

  4. Supervisora de Arbitragem – Adriana Soares;

  5. Supervisora de Provas Culturais – Elaine Fernandes;

  6. Supervisor das Provas Intelectuais – Cabo Acrísio;

Art. 7º – A Comissão Julgadora será responsável pelo julgamento da abertura da Olimpíada e algumas provas culturais. A CJ será composta pelos seguintes profissionais do Colégio Militar Tiradentes e PMDF:

  1. Tenente Coronel Danilo Oliveira;

  2. Coronel Priscila Riederer Rocha;

  3. Major Luciano;

  4. Convidado da Secretaria de Esportes;

  5. Professora Beth;

  6. Nândia da Cunha;

  7. Barbara Venturoso;

  8. Patrícia Anny;

Art. 8º – O Conselho de Representantes Esportivos é composto pelos representantes esportivos de cada turma, a partir do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, e posteriormente foi realizada uma votação dentre os escolhidos para definição dos cargos de Presidente, Primeiro-Vice e Segundo-Vice Esportivo da companhia, sendo um membro de cada turma.

Art. 9º – O Conselho de Representantes Esportivos foi formado a partir de eleição realizada em sala de aula, pelo voto aberto. Todos os alunos podem se candidatar ao cargo de Representante e Vice Esportivo da companhia.

Parágrafo Único: Para que seja eleito, é preciso classificar-se em primeiro lugar na votação da turma, ser apto e frequente nas aulas de Educação Física e ou treinamentos, não ter nenhum registro que desabone sua conduta como aluno (a) do CMT, cumprir suas obrigações pedagógicas, ter compromisso com as responsabilidades e assumi-las integralmente para o bem de sua turma e do evento.

Art. 10 – Foram eleitos como Representantes Esportivos da VI Olimpíada do CMT:

  1. 6º CIA – Presidente: Helen Teixeira Dias de Matos (603);

Primeiro – Vice: Pedro Beserra Furlan Aquino (601);

Segundo – Vice: Nicolle Calado Cavalcante (602);

  1. 7º CIA – Presidente: Yara Cristina Cassemiro Dutra (702);

Primeiro – Vice: Felipe Carvalho Amorim (703);

Segundo – Vice: Adysson Matheus Santiago de Goes (701);

  1. 8º CIA – Presidente: Elen Cristina dos Santos Felix (803);

Primeiro – Vice: Maria Eduarda (802);

Segundo – Vice: Isabela Medeiros Moura (801);

  1. 9º CIA – Presidente: Brenda Silva Fernandes (902);

Primeiro – Vice: Ana Isabela Ximenes de Souza (901);

Segundo – Vice: Isabelly Aparecida Nunes Barros (903);

  1. 1º CIA – Presidente: Davi Fernandes de Sousa Junior (103);

Primeiro – Vice: Anísio P. N. de Mello III (102);

Segundo – Vice: Fernando Rodrigues Cavalcante (101);

  1. 2º CIA – Presidente: Nilo Coelho Saraiva Neto (203);

Primeiro – Vice: Marcelle Eduarda Pereira Silva (201);

Segundo – Vice: Giliana Liriel Novato Sampaio (202);

  1. 3º CIA – Presidente: Sofia de Aquino Agido (303);

Primeiro – Vice: Julia de oliveira dos Reis Lopes (302);

Segundo – Vice: Maria Clara Ferreira da Rocha (301);

Art. 11 – Serão atribuídas as seguintes funções aos Representantes Esportivos:

  1. Representar a turma em quaisquer assuntos esportivos;

  2. Conhecer integralmente o presente regulamento;

  3. Formar e inscrever as equipes da turma, sob a orientação do professor conselheiro, para a participação na VI Olimpíada do CMT;

  4. Auxiliar o professor de Educação Física durante as aulas;

  5. Organizar a torcida da turma;

  6. Organizar o desfile da turma;

  7. Auxiliar o professor conselheiro na organização, na confecção de uniformes e captação de patrocínios;

  8. Entrar com recurso, quando cabível, junto à Comissão de Justiça e Disciplina da VI Olimpíada do CMT;

  1. Orientar os colegas sobre a correta postura em todo o processo de preparação e realização da Olimpíada;

  2. Organizar treinamentos das equipes da turma;

  3. Acompanhar Tabelas e Boletins diariamente.

Art. 12 – Os Representantes Esportivos deverão apresentar as seguintes qualidades:

  1. Respeito aos demais colegas de sala de aula;

  2. Liderança positiva;

  3. Boa disciplina;

  4. Postura impecável perante os coordenadores, funcionários e colegas;

  5. Organização;

  6. Cumprir os prazos estipulados;

  7. Cooperação;

  8. Equilíbrio emocional nas participações esportivas (não ser passional).

    
Art. 13 – A Comissão de Justiça Desportiva – CJD tem como finalidade analisar, julgar e aplicar as sanções previstas no Regulamento da Olimpíada e do Regime Disciplinar do CMT, todos os casos de indisciplina, recursos, protestos, etc..

Art. 14 – A CJD será formada pelos 07 (Sete) elementos que compõem a Comissão Organizadora.

Parágrafo Único: A CJD é soberana, portanto não serão aceitos recursos das decisões por ela tomadas.

 

CAPÍTULO III

DOS PARTICIPANTES

          Art. 15 – Somente os alunos regularmente matriculados e frequentes nas aulas do Colégio Militar Tiradentes poderão participar da VI Olimpíada do CMT.

        Art. 16 – Os alunos que estiverem dispensados da prática de aula de Educação Física, por pelo menos 2/3 do primeiro semestre letivo, com atestado(s) médico(s), estarão impedidos de participar dos jogos como atletas. Eles deverão participar, obrigatoriamente, da torcida, como técnico, da prova de conhecimentos ligados ao tema, da competição de Xadrez, provas culturais ou de outra função que venha a somar no bom desempenho de sua turma. Na inobservância desse item, a turma perderá três pontos na classificação geral, em cada utilização irregular do aluno.


Art. 17 – Cada aluno poderá participar, no máximo, de: três modalidades coletivas e três modalidades individuais, e, no mínimo, de duas modalidades coletivas e/ou individuais.

Parágrafo Único: Exceto nos casos de inscrições especiais concedidas pela secretaria do evento, conforme orientação do Art. 16 desse Regulamento.


CAPÍTULO IV

DAS INSCRIÇÕES

    

Art. 18 – A turma deverá preencher a Ficha de Inscrição (com nome completo dos alunos participantes), entregue por e-mail até a data da reunião técnica com os Representantes Esportivos, a ficha estará disponível na internet entre os dias 08/05/2018 a 04/06/2018. A inscrição será efetivada via e-mail (edfisicacmt@gmail.com) ou na subdivisão de desporto.

Art. 19 – Cada equipe será formada por alunos da companhia completa de cada ano, de acordo com o número de atletas de cada prova relacionada abaixo:

        

MODALIDADES INDIVIDUAIS:

  1. Atletismo (Masculino e Feminino): Mínimo de 03 (três) alunos por naipe/prova e máximo de 09 (nove) atletas por prova/naipe e 01 (uma) equipe de revezamento por naipe.

  2. Tênis de Mesa (Masculino e Feminino): Mínimo de 03 (três) alunos por prova/naipe; Máximo de 09 (nove) alunos por prova/naipe.

Xadrez (Masculino e Feminino – misto): Mínimo de 03 (três) alunos por prova; Máximo de 09 (nove) alunos por prova independente do naipe.

  1. FIFA 16 (Masculino e Feminino): Total de 03 (três) alunos por prova/naipe.

  2. Judô (Masculino e Feminino): Mínimo de 03 (três) alunos por prova/naipe; Máximo de 09 (nove) alunos por prova/naipe.

  3. Corrida de Resistência (Masculino e Feminino): Mínimo de 03 (três) alunos por turma; Máximo de 09 (nove) alunos por Cia.

  4. Badminton (Masculino e Feminino): Mínimo de 03 (três) atletas por naipe/prova e máximo de 09 (nove) atletas por prova/naipe.

MODALIDADES COLETIVAS:

  1. Cabo de Guerra (Masculino e Feminino): Total de 30 (trinta) alunos por naipe;

  2. Queimada (Masculino e Feminino): Total de 30 (trinta) alunos por naipe;

  3. Futsal (Masculino e Feminino): Mínimo de 07 (sete) alunos por naipe; Máximo de 10 (dez) alunos por naipe. Serão duas equipes por naipe/Cia.

  4. Handebol (Masculino e Feminino): Mínimo de 08 (oito) alunos por naipe; Máximo de 12 (doze) alunos por naipe. Serão duas equipes por naipe/Cia.

  5. Voleibol (Masculino e Feminino): Mínimo de 08 (oito) alunos por naipe; Máximo de 12 (doze) alunos por naipe. Serão duas equipes por naipe/Cia.

  6. Basquete (Masculino e Feminino): Mínimo de 07 (sete) alunos por naipe; Máximo de 10 (dez) alunos por naipe. Serão duas equipes por naipe/Cia.

MODALIDADES CULTURAIS E SOCIAIS:

  1. Prova da Mala (Misto): Mínimo de 03 (três) alunos por companhia; Máximo = 09 (nove) alunos por Cia.

  2. Concurso de Desenhos de Caricatura (Misto): Não haverá limite de inscritos.

  3. Apresentação de Abertura (Misto): Mínimo de 10 (dez) alunos por cia;

  4. Texto de Abertura (Misto): Mínimo de 01 (um) aluno por turma; Máximo de 02 (dois) alunos por Cia.

  5. Prova do Conhecimento do Tema (Misto): Toda Cia.

  6. Prova de Fantasia (Misto): Mínimo de 01 (um) aluno por turma; Máximo de 02 (dois) alunos por Cia.

  7. Prova de Professores e padrinhos: Professor Conselheiro e padrinhos.

  8. Tarefa Relâmpago (Misto): Toda Cia.

  9. Arrecadação de Alimentos: Toda Cia.

  10. Soletrando: Toda Cia.

  11. Desafio de Matemática: Toda Cia.

  12. Arrecadação de Bandeirinhas (Festa Junina): Toda Cia.

  13. Apresentação Cultural da Festa Junina: Toda Cia.

§ 1º – As provas das modalidades Culturais e de Turma não serão computadas para fins de inscrição, como provas coletivas e/ou individuais.


§ 2º – Durante a semana do evento não serão feitas inscrições e/ou inclusões sem prévia autorização emitida exclusivamente pela CO da Olimpíada.

Parágrafo Único: As inscrições enviadas com dados incompletos não serão aceitas pela coordenação. O não envio da ficha de inscrição no prazo estabelecido nesse regulamento acarretará a perda de 03 (três) pontos por dia de atraso.

CAPÍTULO V

DOS UNIFORMES

Art. 20 O uniforme da equipe deverá conter símbolo que, obrigatoriamente, estarão relacionados ao tema da turma.

Parágrafo Único: São obrigatórios os símbolos e escritos descritos no Anexo II deste Regulamento. Essas informações deverão ser claras e objetivas, sendo automaticamente desclassificada a turma que não cumprir.

§ 1º – Entende-se como uniforme:

  1. camisas idênticas e numeradas. Não poderá haver, em hipótese alguma, números iguais dentro da mesma CIA;

  2. shorts idênticos, podendo ser confeccionados pela turma ou usar o short do uniforme de educação física da escola (Não obrigatório);

  1. meias;

  2. tênis com solado de borracha.

§ 2º – Todos os alunos deverão estar devidamente uniformizados, durante todos os momentos da realização da VI Olimpíada do CMT.

§ 3º Não será permitido o uso de agasalhos, saias, calça de tactel, jeans, malha ou outro material que não tenha sido previamente autorizado pela Comissão Organizadora.

§ 4º Em nenhuma hipótese será autorizado colocar apelido no uniforme da turma. É permitido o uso do nome de guerra, o que deverá ser colocado atrás da camisa, na parte inferior.

§ 5º Não serão permitidos os seguintes perfis de patrocínio:

  1. Políticos;

  2. Órgãos religiosos;

  3. Empresas com referência à venda ou divulgação de bebidas alcoólicas;

  4. Empresas com referência à venda de cigarros;

  5. Qualquer elemento que faça apologia à propaganda, uso ou relação com qualquer tipo de droga;

  6. Qualquer manifestação pública sem a devida autorização da Comissão Organizadora.

§ 6º – No caso de a turma confeccionar agasalho, calça ou bermuda, deverá conter identificação de ano/turma e deverá ser aprovado pela comissão organizadora.

§ 7º – Até o dia 21/05/2018, as equipes deverão entregar o desenho com símbolos e dizeres de seu uniforme (camisa, bermuda, agasalho, calça, saia, mochila), considerando todos os lados (frente, costas etc.). Até dia 28/05/2018, a Comissão Organizadora deverá entregar aos Representantes Esportivos a aprovação ou reprovação dos uniformes a serem confeccionados.

§ 8º – Se a turma não apresentar em tempo hábil e não justificar a ausência formalmente (com motivos coerentes) será penalizada com a perda de 3 (três) pontos por dia de atraso.

Art. 21 – Todas as camisas deverão ter as seguintes informações:

  1. Logomarca do Colégio Militar Tiradentes, estampada na parte de trás, respeitando todas as orientações de aplicação;

  2. Nome da CIA/Turma de cada equipe na manga esquerda;

  3. A cor poderá ser trocada até o dia 25/05/2018, desde que a cor pretendida não tenha sido escolhida por outra CIA do grupo de competição.

Art. 22 – Em anexo, encontra-se o layout (ÚNICO) que deverá ser utilizado para confecção das camisetas das turmas.

  Art. 23 – Durante a realização da Olimpíada, os alunos deverão manter a conduta adotada pela escola, descrita nas normas de condutas do aluno. Salientamos que a postura adequada de todos é imprescindível para o bom andamento de todas as atividades desenvolvidas nesse período.

        
Parágrafo Único – O não cumprimento do Art. 23 desse capítulo, sujeitará a turma e/ou aluno(a) envolvido(a) em pena prevista nesse regulamento, de acordo com tabela de sanções em anexo.

CAPÍTULO VI

PARTICIPANTES ESPECIAIS

Art. 24 – As turmas terão direito de convidar duas pessoas para atuarem como padrinhos da Cia, sendo permitido apenas o convite a funcionários do CMT, não sendo permitido a nenhum membro dos Conselhos contidos nesse regulamento exercer a função de padrinho (a).

§ 1º – Os padrinhos deverão atuar em apenas uma CIA.

§ 2º – A existência do padrinho/madrinha de turma é facultativa.

§ 3º – Os padrinhos deverão estar devidamente uniformizados e deverão zelar pela manutenção da postura e da conduta de toda a turma durante a realização da Olimpíada.

Parágrafo Único: Por se tratar de dia letivo constante no calendário anual do Colégio militar Tiradentes, os Pais e responsáveis não poderão participar durante as Olímpiadas, em acordo com especificações publicadas neste Regulamento.

Art. 25 – À CIA que não tiver o número mínimo de atletas para a montagem das equipes será concedido o direito de colocar um ou mais alunos como curingas que poderão ultrapassar a quantidade máxima de provas estipuladas por aluno desde que autorizado previamente pela CO da Olimpíada. A solicitação deverá ser realizada através de requerimento ao CO.

Art. 26 – O número de curingas será definido previamente pela CO da Olimpíada e informado às turmas por meio de boletim informativo. O curinga poderá participar de 1 (uma) modalidade coletiva e/ou 1 (uma) individual, além das estabelecidas no Art. 17 do presente regulamento.

Art. 27 – Não será concedida autorização especial de participação em casos como viagens, faltas, falta de uniforme e coisas do gênero.

Parágrafo Único: A autorização especial de participação, em caso de punição disciplinar, somente será dada nos casos previamente analisados pela CJD.

        
        

CAPÍTULO VII

DO SISTEMA DE DISPUTA

        Art. 28 – No dia 28/05/2018, haverá a apresentação do sistema de disputa relativo a cada série de competição, bem como o esclarecimento de todas as dúvidas alusivas ao evento.

Art. 29 – Todas as CIA competirão entre elas, em todas as provas descritas no presente regulamento.

Art. 30 – A modalidade atletismo é considerada uma modalidade INDIVIDUAL independente de suas provas, inclusive o revezamento. O(a) aluno(a) poderá se inscrever em até duas provas no atletismo, porém, conforme o cronograma, as provas poderão ser simultâneas. Sendo assim, a turma é responsável pela inscrição e possível ausência na prova.

        
Art. 31 – Será obrigatória a participação de todos os alunos representando suas torcidas, sendo importante este fator como peso para a motivação e pontuação.

Art. 32 – Todos os alunos deverão estar presentes e uniformizados durante todos os dias da Olimpíada. Em quaisquer manifestações difundidas, por qualquer meio (camiseta, faixa, cartaz, gesto, etc.), que denigra ou venha a denegrir a imagem do Colégio Militar Tiradentes, ou pessoas ligadas a ele, a turma e/ou alunos responsáveis serão passíveis de:

    1. Perda de três pontos;

    2. Suspensão;

    3. Eliminação da turma da Olimpíada;

    4. Sanções disciplinares de acordo com o Regimento e Normas do CMT e deste Regulamento.

Art. 33 – Considera-se para efeito desse regulamento, como desfile, todo o CERIMONIAL DE ABERTURA.

   

Art. 34 – Na cerimônia de abertura, será permitida a utilização de instrumentos de sopro e de percussão, papel picado, fumaça, balões com gás hélio, espumas e tintas, desde que solicitado a CO da Olimpíada e que não cause nenhum dano físico ou material.

Art. 35 – Na cerimônia de abertura, NÃO será permitida a utilização de bombas de efeito, garrafas com fogo, balões de fogo, ou qualquer outro objeto que venha a causar risco à integridade física ou moral dos presentes.

Art. 36 – No momento da concentração para o desfile de abertura, a Comissão Organizadora analisará as turmas verificando se todos os itens exigidos nesse regulamento estão sendo rigorosamente cumpridos. Em caso de descumprimento, a turma não se apresentará no desfile, será desclassificada da Olimpíada, não participará dos jogos e assistirá às aulas normalmente.

Art. 37 – O presidente esportivo de cada CIA será responsável de entregar um CD com uma música, com o tempo máximo de 5 minutos e 30 segundos, para a apresentação de abertura. Cada turma terá o tempo máximo de apresentação de 5 minutos. O CD deve ser entregue até dia 11/06/2018.

Art. 38 – O não cumprimento do Art. 37, em tempo hábil, acarretará na perda 03 (três) pontos na classificação final por dia de atraso.

Art. 39 – O tema da VI Olimpíada do CMT será de acordo com o Art. 03 desse regulamento, segundo dados abaixo:

  1. 6ª Cia (Cavalaria) – Austrália;

  2. 7ª Cia (Espartanos) – Bélgica;

  3. 8ª Cia (Pretorianos) – Espanha;

  4. 9ª Cia (Falcão) – Alemanha;

  5. 1ª Cia (Centurion) – Rússia;

  6. 2ª Cia (Os Coimbra) – França;

  7. 3ª Cia (Muralha) – Brasil.

Art. 40 – Cada Companhia terá seu tema avaliado de duas formas:

  1. Na cerimônia de abertura: uniformização, número de alunos participantes e caracterização;

  2. Durante a semana: por meio de encenação teatral, jogral, música ou dança em dia e local específico, definido pela Comissão Organizadora e divulgado previamente.

Parágrafo Único: O não cumprimento desses itens comprometerá na perda de 03 (três) pontos na classificação geral da turma por infração cometida.

Art. 41 – No dia 29/06/2018, será realizado o Ensaio Geral com as turmas participantes da VI Olimpíada do CMT. O ensaio acontecerá no horário de aula (Após a avaliação Multidisciplinar) e todas as turmas participantes do evento deverão estar presentes nesse momento.

Art. 42 – A organização do ensaio geral será dividida em quatro partes:

§ 1º – As turmas serão organizadas em suas Cias sob a orientação de seus professores conselheiros;

§ 2º – A saída de sala de aula será feita após orientação dos Monitores do Corpo de Alunos;

§ 3º – As turmas deverão se deslocar obedecendo ao mapa com o trajeto definido previamente;

§ 4º – Não serão permitidas manifestações provocadoras entre as turmas;

Art. 43 – Na concentração, as turmas deverão posicionar-se nos locais definidos no mapa recebido, após o posicionamento, os alunos não poderão sair de suas posições, deverá ser mantida a organização e a disciplina durante o ensaio e as turmas só poderão sair do local de concentração após a orientação do professor responsável pelo local.

Art. 44 – A entrada no pátio de formatura do Colégio Militar Tiradentes deverá ser realizada após a turma ser chamada pelo sistema de som local. Os professores conselheiros deverão estar posicionados à frente da turma e os alunos deverão estar sentados em duas filas, conforme orientação para o deslocamento inicial. Durante o tempo em que estiverem no pátio, as turmas não poderão se manifestar ou sair de seus lugares.

Art. 45 – As turmas poderão sair do pátio após a orientação dada pelo sistema de som, a saída será realizada por meio de chamada da turma. Os alunos do 6º ano do Ensino Fundamental terão prioridade na saída.

Parágrafo Único: Em todos os momentos de realização do evento, serão observados os aspectos de organização, disciplina, respeito às orientações e posicionamentos. As turmas que não respeitarem os pontos citados acima estarão sujeitas às sansões disciplinares conforme disposto no Regimento do Aluno e no Regulamento da VI Olimpíada do CMT.

Art. 46 – As equipes deverão estar presentes nos locais dos jogos, previamente determinados, com pelo menos 15 (quinze) minutos de antecedência do horário estabelecido na tabela de jogos. A montagem das equipes é de inteira responsabilidade das turmas, de seus professores conselheiros e dos Representantes Esportivos.

Art. 47 – O acompanhamento da turma durante todo o período de realização da Olimpíada do CMT é de inteira responsabilidade do Professor Conselheiro.

Art. 48 – Todas as equipes, em seus jogos, deverão ter a presença do seu respectivo técnico. Na impossibilidade da presença do técnico informado no documento de inscrição, outro aluno, professor ou padrinho/madrinha deverá assumir a posição de técnico da equipe.

Art. 49 – Não haverá tempo para aquecimento dentro de quadra e/ou pista, os alunos deverão estar previamente aquecidos e prontos para o jogo quando esse for iniciar.

Art. 50 – Durante as competições, somente a equipe e seus representantes deverão permanecer no local de disputa.

Art. 51 – Após o término de cada jogo, as equipes deverão deixar a quadra imediatamente, para que não haja atraso no jogo seguinte.

Art. 52 – Os horários e locais dos jogos poderão ser alterados por decisão da Comissão Organizadora, desde que previamente avisado aos Representantes Esportivos.

Art. 53 – Será permitida somente a permanência de um responsável (aluno, professor ou padrinho/madrinha) no ambiente de jogo.

Art. 54 – O período de realização do evento faz parte do calendário letivo do segundo bimestre. Portanto é obrigatória a presença e a participação de todos os alunos na Cerimônia de Abertura, na semana dos jogos e na cerimônia de encerramento da VI Olimpíada do CMT.

Art. 55 – Serão obedecidas as regras utilizadas pelas Confederações Brasileiras de cada modalidade, observando-se as adaptações regidas e aprovadas pela Comissão Organizadora da VI Olimpíada do CMT, conforme a necessidade do nível estudantil.

Art. 56 – Apesar do sistema de disputa da Olímpiada ser entre as CIAS de forma Geral, as turmas farão suas disputas conforme abaixo:

  1. 6ª Cia x 7ª Cia;

  2. 8ª Cia x 9ª Cia;

  3. 1ª Cia x 2ª Cia x 3ª Cia.

CAPÍTULO VIII

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

DAS MODALIDADES

Art. 56 – Na modalidade de Handebol, cada equipe poderá inscrever até 12 alunos, sendo que o número mínimo para que uma partida se inicie, será de 4 (quatro) alunos na linha e 1 (um) no gol.

  1. Será disputado em 02 (dois) tempos corridos de 10 (dez) minutos corridos;

  2. A bola a ser utilizada nos jogos será a Penalty Suécia H1L para todas as equipes.

  3. Não haverá pedido de tempo durante as partidas.


Art. 57 – Na modalidade do Futsal, cada equipe poderá inscrever até 10 alunos, sendo que o número mínimo para que uma partida se inicie, será de 3 (três) alunos na linha e 1 (um) no gol.

  1. Será disputado em 02 (dois) tempos corridos de 10 (dez) minutos;

  2. A partir da sexta falta será cobrado tiro livre direto;

  3. A bola a ser utilizada nos jogos será a Penalty 500 para todas as turmas.

  4. Não haverá pedido de tempo durante as partidas.


Art. 58 – Na modalidade do Voleibol, cada equipe poderá inscrever até 12 alunos, sendo que o número mínimo para que uma partida se inicie, será de 6 (seis) alunos.

  1. O jogo será disputado em melhor de 03 (três) sets de 15 (quinze) pontos;

  2. A bola a ser utilizada nos jogos será a Penalty, para todas as turmas;

  3. A substituição será ilimitada, desde que seja obedecido o sistema de rodízio.

Parágrafo Único: As partidas da 6ª e 7ª Cia seguirão as regras do jogo adaptado utilizado nas aulas de Educação Física do Segundo Bimestre.

§ 1 – Na recepção inicial e o levantamento subsequente, é facultado ao aluno segurar a bola por 3 segundos antes de dar continuidade à jogada.

§ 2 – Não é permitido a devolução da bola no primeiro.

§ 3 – O saque será realizado em uma área de saque adaptada, que será identificada por bandeiras no lado esterno da quadra.

Art. 59 – Na modalidade do Basquete, cada equipe poderá inscrever até 10 alunos, sendo que o número mínimo para que uma partida se inicie será de 5 (cinco).

  1. Será disputado em 02 (dois) tempos corridos de 10 (dez) minutos;

  2. A bola a ser utilizada nos jogos será a Mikasa para todas as turmas.

  3. Não haverá pedido de tempo durante as partidas.

Art. 60 – A modalidade Queimada será jogada em um tempo máximo de 15 (quinze) minutos, considerando-se vencedora a equipe que conseguir “queimar” todos os jogadores adversários, antes de terminar o tempo, ou a equipe que, ao término do tempo, tiver o menor número de jogadores queimados.

  1. As linhas demarcatórias da quadra servem para limitar o espaço de divisão entre as quadras, portanto, pisar nas linhas ao arremessar a bola configura invasão e a posse de bola será revertida para a equipe adversária;

  1. Será considerado queimado o jogador que for atingido pela bola arremessada pelo adversário, e logo em seguida, a bola tocar o chão ou outro obstáculo, tais como parede, alambrados e traves;

  1. A cada arremesso, apenas um jogador poderá ser queimado. No caso da bola tocar em dois ou mais jogadores, será considerado queimado o último a ser tocado pela bola;

  1. Um jogador atingido pela bola poderá ser salvo, desde que a bola seja dominada por ele ou um companheiro antes de tocar o chão ou outro obstáculo;

  1. Considera-se tocado pela bola o jogador atingido por ela em qualquer parte do corpo, inclusive cabelos e roupas, exceto o rosto;

  1. O jogador queimado deverá ir para área de queimado no fundo da quadra. Não será permitida a troca de queimados, o aluno que for queimado será o mesmo que vai para a zona do cruza;

  1. O jogador que sair dos limites da quadra para fugir de ser queimado deverá ser considerado queimado pelo árbitro, ainda que não tenha sido atingido pela bola;

  2. Apenas o árbitro poderá interromper a partida;

  1. O jogador que “cruza” (está na zona de queimados no início da partida) poderá queimar o adversário;

  1. O aluno que for queimado e em seu primeiro arremesso queimar um jogador da equipe adversária terá como bonificação o retorno para sua quadra de jogo contando como não queimado;

  1. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Art. 61 – A modalidade de Cabo de Guerra será disputada por 30 (trinta) alunos.

  1. Para iniciar o jogo, cada equipe ficará posicionada frente a frente, com as mãos na cabeça, com uma corda colocada no chão, ao lado dos alunos. Ao sinal do árbitro, todos se abaixam, seguram a corda e começam a puxar a equipe adversária, até que uma equipe consiga puxar a outra numa distância de 3 metros;

  1. A partida será disputada em uma melhor de três, sendo considerada vencedora aquela equipe que vencer duas vezes. No caso de empate em um a um, acontecerá uma terceira rodada para conhecer o vencedor;

  1. Se houver diferença no número de jogadores entre as equipes, aquela com número superior deverá igualar o número de jogadores com a equipe que estiver inferior (Apenas em caso de ausência com atestado médico).

  1. Não será permitido em hipótese alguma a presença do padrinho, pais, professores e ou responsáveis na aérea de competição do Cabo de Guerra.

Art. 62 – Na modalidade de Tênis de Mesa, o jogo será disputado em melhor de 3 (três) sets de 12 (doze) pontos por rally, consagrando-se vencedor a equipe que alcançar primeiramente 2 (duas) vitórias.

  1. Cada CIA deverá ter no mínimo 3 (três) jogadores por naipe;

  2. No caso de empate em 11 pontos, o vencedor será o que fizer 2 pontos consecutivos primeiro;

  3. O atleta que atua o 1º set em um lado é obrigado a atuar no lado contrário, no set seguinte;

  4. No jogo, quando houver a necessidade do terceiro set (empate em 1×1), os atletas devem mudar de lado logo que o atleta consiga 05 pontos;

  1. No saque, a bola deve ser lançada para cima (16 cm no mínimo) da palma da mão livre na vertical e, na descida, deve ser batida com a raquete de forma que ela toque primeiro o campo do sacador, passe sobre a rede sem tocá-la e toque o campo do recebedor;

  2. O saque deve ser dado atrás da linha de fundo ou numa extensão imaginária dela;

  3. O sacador deverá sacar de forma que o adversário possa ver a bola do momento que ela sai da mão até ser batida com a raquete;

  4. Cada aluno tem direito a 2 (dois) saques, independente da pontuação, mudando sempre de um participante para outro;

  5. Com o placar de 11 a 11, a sequência de sacar será a mesma, mas cada atleta deve realizar somente um saque por vez;

  6. O direito de sacar, receber, ou, ainda, escolher o lado, deve ser escolhido por sorteio (cara ou coroa), sendo que o atleta que começou a sacar no 1º set começará recebendo no 2º set, e assim sucessivamente.

  7. A partida de Tênis de Mesa deve ser interrompida quando, o saque “queimar” a rede ou o adversário não estiver preparado para receber o saque.

Art. 63 – Durante a partida de Tênis de Mesa, um atleta perde um ponto quando errar o saque, errar a resposta, tocar na bola duas vezes consecutiva, bater com o lado de madeira da raquete, movimentar a mesa de jogo, o jogador ou a raquete tocar a rede ou seus suportes, tocar a bola a mão livre (que não está segurando a raquete) tocar a superfície da mesa durante a sequência e se a mão livre rebater a bola.

Art. 64 – A modalidade de Xadrez será contada como modalidade esportiva individual, sendo que cada CIA poderá inscrever no mínimo 3 (três) atletas por CIA sendo, conforme o Art. 19 do presente regulamento:

  1. O sistema de disputa do Xadrez será por emparceiramento em 5 (cinco) rodadas por ordem de rating;

  2. O tempo de jogo será de 20 minutos por atleta, totalizando 40h de partida;

  3. Os jogos seguirão as regras da FIDE, órgão máximo do xadrez mundial e as contidas nesse regulamento;

  4. A pontuação será contada individualmente, de acordo com o descrito a seguir: Vitória = 01, Derrota = 0 e Empate = 0,5;

  5. Os participantes deverão apresentar-se na área de jogo 10 minutos antes do início da primeira rodada do dia.

  6. Cada CIA deverá indicar um capitão.

  7. Caso haja empate de pontos entre as CIA, haverá uma partida de desempate.

Art. 65 – Na modalidade do Badminton, cada turma poderá inscrever no mínimo 03 alunos por naipe.

  1. Será disputado em 03 (três) sets de 15 (quinze) pontos;

  2. Por ser uma modalidade individual, não serão permitidas substituições.

Art. 66 – Na modalidade de Atletismo, serão realizadas as seguintes provas: 100 metros rasos, Arremesso do Peso, Salto em Distância, Lançamento de Dardo e Revezamento 4 x 100 metros.

  1. As provas de Pista no Atletismo serão disputadas com eliminatória simples, com fase final por tempo.

  2. As provas de Campo no Atletismo serão disputadas com eliminatória simples, sendo utilizadas apenas três tentativas para cada competidor e com final direto.

  3. O revezamento será realizado disputado em uma pista oval de 400 metros.

Art. 67 – Na modalidade de FIFA 18, cada CIA poderá inscrever até 03 aluno por naipe.

  1. Formato do campeonato: O campeonato será constituído por 3 times (1 por turma) por companhia, sendo disputado no formato de pontos corridos, com jogos de ida e volta. Meninos disputarão entre si, bem como as meninas.

  2. Sorteio dos times: Caso dois ou os três competidores escolham o mesmo time será realizado um sorteio eletrônico, no site do FIFA 18 (http://www.fifasorter.com/), cujo resultado será enviado para o e-mail de cada competidor.

  3. Vídeo Game: Os jogos serão realizados ora no Playstation ora no Xbox a depender dos sorteios para cada partida.

  4. Regras:

  1. As partidas terão duração de 6 minutos.

  2. Nas opções de jogo, as partidas deverão ocorrer no horário de 16 horas ou 20 horas.

  3. O controle deverá ser utilizado no modo clássico, personalizado A ou personalizado B (anexo).

  4. A câmera estará regulada no modo padrão.

  5. Cada Clube tem direito a 1 minuto antes do iniciar a partida, bem como no intervalo entre o 1º e o 2º tempo, a fim de fazer alterações técnicas e táticas.

  6. Durante o 1º e o 2º tempo, a partida só poderá ser interrompida, para mudanças técnicas ou táticas, caso haja expulsão de algum jogador. Tal parada só poderá ocorrer, quando o interessado estiver com a posse da bola.

  7. TEMPO: Antes do Jogo (se desejado por ambas as partes) deve ser acertado o tempo (estado momentâneo das condições atmosféricas) do Jogo, se não entrarem em consenso sobre o clima, deverá ser o clima padrão fornecido pelo jogo.

  8. Não é permitido agredir verbalmente (xingando) ou fisicamente algum adversário ou participante durante o jogo. Caso isso ocorra, o participante será advertido com cartão amarelo e, caso ocorra novamente, levará o segundo amarelo acarretando em sua expulsão da Olimpíada.

  9. O Retardamento do início da partida perante o horário marcado (ultrapassando a tolerância de 2 minutos para início da partida, a contar da primeira convocação) será considerado como W.O ou 1×0.

  10. W.O equivale a 1×0 para o clube vencedor, ou seja, para o time do competidor presente.

  11. Um jogador inscrito na liga só pode jogar com um único clube.

  1. A distribuição dos times (anexo) será feita por meio de sorteio entre todos os participantes e os times disponíveis.

  2. Os primeiros confrontos (jogos) serão determinados por meio de sorteio, sem distinção de gênero ou idade. Posteriormente os confrontos seguirão a ordem da tabela.

  3. A Olimpíada ocorrerá no modelo de pontos corridos, sendo 2 jogos para cada time, ao final o que acumular o maior número de pontos será o vencedor.

  4. Em caso de empate, o jogo irá direto para as cobranças de pênaltis.

  5. Caso os uniformes dos times sejam parecidos, o detentor do mando de campo terá preferência na escolha do uniforme, assim o oponente fica obrigado a mudar o uniforme do time, para que não se confunda com o do mandante.

Art. 68 – A modalidade de Corrida de Resistência acontecerá nas principais vias do campus do Colégio Militar Tiradentes. Somente poderão participar da prova alunos devidamente inscritos nela.

  1. Será realizada em dia e horário a ser divulgado em boletim informativo;

  2. O percurso será de 1 (um) quilômetro;

  3. A largada e a chegada acontecerão no portão principal do CMT;

  4. Todas as turmas deverão participar da prova;

  5. Antes da realização da prova, todos os corredores deverão permanecer dentro de um cordão de isolamento, instalados no local da largada. A largada somente será liberada após a listagem e conferência de todos os participantes;

  6. Todos os alunos inscritos receberão um croqui contendo o percurso da prova, que deverá ser percorrido com fidelidade no dia da prova, não sendo permitido cortar caminho. Caso seja flagrado um aluno cortando caminho e/ou realizando o percurso incorretamente será passível de punição com a eliminação sumária da prova, da Olimpíada e perda de 5 (cinco) pontos da Cia;

  7. Será vencedor (por CIA) o corredor que, após efetuar todo o percurso pela escola, cruzar em primeiro lugar a linha de chegada.

Art. 69 – Na modalidade de Prova de Conhecimento do Tema, as equipes serão formadas por toda CIA.

  1. Apenas alunos da CIA poderão participar da prova;

  2. Serão dez perguntas e/ou problemas, divididos em todos os dias da VI Olimpíada do CMT;

  3. As perguntas serão informadas no palco durante o evento. As respostas serão dadas por meio de ligação a um número previamente informado pela Comissão Organizadora;

  4. A primeira CIA que ligar, informando a resposta CORRETA, ganhará os pontos da prova;

  5. Após o início da ligação, a equipe terá 30 segundos para informar a resposta, caso contrário, a ligação será interrompida.

Art. 70 – As Prova da modalidade de conhecimento do tema serão compostas por todas as disciplinas, abordando temas ligados aos conteúdos trabalhados no respectivo ano e de atualidades.


Art. 71 – Cada professor poderá entregar suas provas até 4 dias antes da abertura dos jogos, informando na referida prova, o tempo de realização dela.

Art. 72 – É vetada a participação do professor (a) conselheiro (a) na prova. A equipe deverá manter sua organização e concentração, pois o ambiente de prova poderá ser agitado (música, barulho, etc.).

Art. 73 – Na modalidade de Tarefa Relâmpago, durante a realização da prova, as equipes deverão desempenhar tarefas relâmpago, solicitadas pela organização da prova. Durante a realização das tarefas relâmpago, o cronômetro não será parado.

Art. 74 – As tarefas relâmpagos somente serão reveladas no momento da prova, e poderão ser em forma de prova ou tema.

Art. 75 – O tempo para a realização da tarefa relâmpago será de até 10 minutos de prova. No dia e horário destinados à prova de conhecimento, a equipe receberá um informativo com a quantidade de provas relâmpago a serem executadas e as instruções de como realizá-las.

Art. 76 – Na modalidade da Prova da Mala, cada CIA deverá entregar à comissão organizadora duas malas de no máximo 1 metro de largura e 1 metro de comprimento. A profundidade da mala será de 40 centímetros. Não será permitido o uso de baús ou caixas. O horário limite para apresentação da mala será divulgado em boletim oficial.

Art. 77 – Na prova da Mala, os participantes deverão colocar em suas malas todos os objetos que acharem necessário para a referida prova. Após a apresentação das malas à Comissão Organizadora, não será permitido acrescentar objetos a ela.

Art. 78 – Durante toda a Olimpíada, serão solicitados pela Comissão Organizadora, 10 objetos, as equipes que tiverem esses objetos em suas malas receberão a pontuação da prova.

Parágrafo Único: Será permitida duas malas por CIA.

Art. 79 – Na modalidade de Arrecadação de Alimentos, cada alimento terá uma pontuação específica.

§ 1º – O valor máximo da prova de arrecadação de alimentos não poderá ultrapassar o dobro do valor da premiação por prova, referente ao primeiro colocado, constante no Art. 94 desse regulamento.

§ 2º – Os alimentos arrecadados estão restritos aos não perecíveis, exceto o sal, que não valerá como alimento.

§ 3º – Alimentos considerados de maior valor nutritivo e maior consumo terá a pontuação específica de 10 pontos a cada 30 quilos, conforme lista: Arroz, Feijão, Canjica, Milho de Pipoca, Milho Verde, Extrato de Tomate, Leite Condensado, Leite de Coco, Batata Palha e Amendoim.

§ 4º – Alimentos considerados de menor valor nutritivo e ou de menor consumo (Alimentos que não constam na lista do § 3º) terá pontuação específica de 10 pontos a cada 50 quilos.

Parágrafo Único: Excepcionalmente em 2018, os enlatados de 200g terão o mesmo valor referente ao quilo de alimento em razão dos valores praticados no mercado. O mesmo critério será aplicado para o saco grande de batata palha.

Art. 80 – Para a criação do Texto de Abertura da VI Olimpíada do CMT, será realizado um concurso entre os alunos do Colégio Militar Tiradentes. O referido texto será utilizado na cerimônia de abertura da VI Olimpíada do CMT. Será acrescida à turma do vencedor do concurso 50 pontos na pontuação geral.

§ 1º – O Texto de Abertura não poderá ser retirado de textos já existentes, deverá ser escrito pelo aluno.

§ 2º – A CIA que não apresentar um texto de abertura no prazo estipulado perderá 03 (três) pontos por dia de atraso.

Art. 81 – Para a prova de Concurso de Pintura de Caricatura da VI Olimpíada do CMT o tema será Copa do Mundo 2018.

§ 1º – No Concurso de Pintura, cada turma deverá apresentar um painel de no mínimo um metro de largura por dois de altura.

§ 2º – As pinturas deverão ser entregues em sua totalidade até 08/06/2017;

Art. 82 – A Apresentação de Abertura será realizada na cerimônia oficial de abertura da VI Olimpíada do CMT que ocorrerá no Pátio de Formatura do Colégio Militar Tiradentes, às 19h30 do dia 03/07/2018 (terça-feira). Cada CIA deverá realizar uma apresentação de no máximo 5 minutos.

§ 1º – Durante a apresentação os alunos poderão utilizar fantasias e assessórios que se façam necessário.

§ 2º – Caso a turma ultrapasse o tempo máximo de apresentação, será punida com a perda de 3 pontos por minuto excedido.

Art. 83 – A modalidade da Prova da Fantasia será realizada em horário e local a ser divulgado em boletim oficial. Dois alunos no mínimo e cinco no máximo irão se fantasiar de acordo com o tema da CIA e passará por uma apresentação para a Comissão Julgadora.

Art. 84 – Na modalidade de Prova de Professores e Padrinhos, durante a realização da prova, os professores e/ou padrinhos deverão desempenhar tarefas específicas solicitadas pela organização da prova. Serão executadas quatro provas no decorrer da Olimpíada.

Art. 85 – Na modalidade do Soletrando, será realizado em sistema de eliminatória simples, onde a cada rodada os alunos que não cumprirem corretamente o indicado serão eliminados.

§ 1º O leitor indica a palavra a soletrar e poderá definir ou colocar em contexto, se o concorrente solicitar.

§ 2º – Dois professores indicam se as palavras foram correctamente soletradas e dão ordem para o candidato se sentar.

§ 3º – Um professor fará o controle do tempo e o sorteio aleatório dos concorrentes.

§ 4º – As palavras a soletrar serão escolhidas preferencialmente de um leque de palavras previamente seleccionadas/estudadas pelos alunos.

§ 5ºOs concorrentes dispõem de 20 segundos para soletrar a palavra apresentada, que não pode ter mais de 12 letras. O tempo limite começa assim que o concorrente começar a soletrar.

§ 6º – Os concorrentes deverão repetir a palavra (para indicar que vão iniciar a soletração) e no fim (para mostrar que terminaram).

§ 7º – Os concorrentes podem pedir ao leitor que repita a palavra, que a defina ou a coloque numa frase, para entender melhor o seu significado, antes de iniciar a soletração.

§ 8º – O concorrente tem de soletrar cada letra da palavra de forma audível e compreensível, não se esquecendo de indicar a acentuação, sempre que necessário.

§ 9º – O concurso realiza-se por eliminatórias, em cada uma delas vão sendo eliminadosos concorrentes que falharem a soletração correta da palavra.

§ 10º – O aluno que soletrar mais palavras correta e eficazmente é o vencedor.

§ 11º – Em caso de empates e/ou existência de vários vencedores, serão colocadas palavras com o mesmo número de letras que cada aluno vencedor terá de soletrar, ganhando aquele que o efetuar corretamente e for mais rápido.

§ 12º – Os juízes podem desclassificar o concorrente no caso deste: iniciar tardiamente a soletração; não repetir a palavra no início e no fim;

§ 13º – No caso de um concorrente falhar uma palavra, ao concorrente seguinte será dada uma nova palavra;

§ 14º – O público não pode fazer qualquer comentário, podendo ser obrigado a sair do local.

Art. 86 – A Apresentação Cultural da Festa Junina será realizada durante a Festa Junina do CMT que ocorrerá no Pátio de Formatura do Colégio Militar Tiradentes, às 17h00 do dia 16/06/2018 (sábado). Cada Cia deverá realizar uma apresentação de no máximo 5 minutos.

Art. 87 – Na modalidade de Arrecadação de Bandeirinhas, para cada 50 metros de bandeirinhas arrecadados, a equipe receberá 10 pontos.

§ 1º – O valor máximo da prova de arrecadação de bandeirinhas não poderá ultrapassar o valor da premiação por prova, referente ao primeiro colocado, constante no Art. 94 desse Regulamento.

§ 2º – As bandeirinhas arrecadadas estão restritas às cores verde, amarelo, azul e branco.

§ 3º – O formato de bandeirola será divulgado em boletim posterior.

CAPÍTULO IX

PONTUAÇÃO E CRITÉRIOS DE DESEMPATE

Art. 88 – O aluno, que exceder o limite máximo de faltas permitidas por modalidade, estará automaticamente impedido de terminar aquela partida, sendo liberado para a partida seguinte. O impedimento não será entendido como punição disciplinar, mas, sim, como aplicação da regra específica de cada modalidade. Exemplos: cinco faltas no Basquete, receber por três vezes a punição de dois minutos no Handebol, etc..

Art. 89 – O aluno expulso em uma partida estará automaticamente eliminado da Olimpíada, não podendo participar de nenhuma outra modalidade. Nesse caso, sua turma também perderá pontos de acordo com a tabela constante nesse regulamento.

Parágrafo Único: Excepcionalmente, na modalidade de Futsal, o aluno que for expulso por cometer duas faltas passíveis de cartões amarelos, não estará eliminado das Olimpíadas, mas ficará uma partida fora.

Art. 90 – É terminantemente proibida a presença de pessoas externas ao contexto da Olimpíada, o(a) aluno(a) que estiver acompanhado de qualquer pessoa que não esteja devidamente autorizada pela Coordenação da Competição e /ou o Corpo de Alunos será encaminhado à Comissão de Justiça e Desportiva para as providências cabíveis, assumindo total responsabilidade pela punição, bem como sua CIA. A exceção a essa regra será a abertura da Olimpíada.

Art. 91 – Em todas as manifestações difundidas por qualquer meio como: camisetas, faixas, cartazes, gestos etc., que denigram ou venham a denegrir a imagem do CMT ou pessoas ligadas a ela, a turma/aluno responsável será passível de perda de pontos, eliminação de toda a turma da Olimpíada e sanções disciplinares de acordo com o Regimento do Aluno, ao elemento responsável pelo ato.

Art. 92 – A equipe de arbitragem será indicada pela Comissão Organizadora e seguirá todas as regras contidas nesse regulamento. De maneira nenhuma poderá haver vetos a quaisquer árbitros, por qualquer uma das equipes participantes. No recinto do Colégio Militar Tiradentes, os árbitros deverão permanecer sempre uniformizados, bem como manterem postura disciplinar e de conduta que a atribuição lhes confere.

Art. 93 – Atitudes desrespeitosas a Árbitros e/ou Mesários serão entendidas como passíveis de sanções punitivas. De acordo com os relatos dos acontecimentos descritos por meio de súmulas de jogo ou outro meio reconhecido pela CJD.

Art. 94 – A título de classificação, todas as provas terão a mesma pontuação, que serão distribuídas de acordo com os seguintes critérios, exceto as provas do pintura e texto de abertura:

  1. 1º lugar – 100 pontos;

  2. 2º lugar – 80 pontos;

  3. 3º lugar – 60 pontos;

  4. 4º lugar – 40 pontos;

  5. 5º lugar – 20 pontos;

  6. 6º lugar – 10 pontos.

Parágrafo Único: As modalidades coletivas terão a pontuação dobrada.

Art. 95 – Para fins de Classificação Geral, serão adotados os seguintes critérios de desempate:

    1. maior quantidade de 1°s (primeiros) lugares;

    2. maior quantidade de 2°s (segundos) lugares;

    3. maior quantidade de 3°s (terceiros) lugares;

    4. maior quantidade de 4°s (quartos) lugares;

    5. maior quantidade de 5°s (quintos) lugares;

    6. maior quantidade de 6°s (sextos) lugares.

Art. 96A equipe que não comparecer ao local do jogo, no horário marcado, será considerada perdedora, por W x O, estando automaticamente eliminada da competição na modalidade em questão. A turma deverá, ainda, apresentar uma justificativa por escrito até 01 (uma) hora após confirmação do W x O, relatando o motivo da ausência do jogo, sob pena de sofrer sanções futuras.

Art. 97 – As turmas, por meio de atos indevidos de seus elementos, que venham a descumprir o presente regulamento, as normas contidas no Regimento do Aluno ou atos que sejam considerados como impróprios para a convivência escolar, poderão sofrer perda de pontos para efeito da Classificação Geral, de acordo com a escala:

TIPO DE FALTA          PUNIÇÃO

  1. Gravíssima                perda de 20 pontos;

  2. Grave                        perda de 15 pontos;

  3. Moderada                  perda de 10 pontos;

  4. Leve                          perda de 05 pontos.

CAPÍTULO X

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 98 – Toda e qualquer decisão proferida pelos membros da Comissão Organizadora e/ou Comissão de Justiça e Desportiva após julgamento será soberana, não cabendo mais interpelação de recursos por parte de alunos ou professores conselheiros.

Art. 99 – Todos os boletins serão divulgados diariamente entre 16h e 7h30 da manhã do dia seguinte nos diversos murais específicos espalhados pela escola e disponibilizados no site do CMT. Considera-se o mural como local de divulgação oficial de informações.

Art. 100 – Nenhuma turma/Cia tem autorização para arrecadar dinheiro na forma de rifas, ação entre amigos, gincanas, trotes, ou outro meio sem o conhecimento e a autorização da Coordenação Pedagógica, do Corpo de Alunos e da Coordenação de Esportes. Todas as ações da turma deverão ter anuência do professor conselheiro.

Art. 101 – Nenhuma turma poderá se recusar a jogar nos dias e horários estabelecidos na tabela de jogos.

Art. 102 – As turmas deverão estar na escola todos os dias às 6h45 (horário normal de aula, por se tratar de dia letivo constante no Calendário Escolar), por conseguinte, nos horários estabelecidos na tabela de jogos.

Art. 103 – Nenhum jogo da rodada estabelecida será cancelado, adiado e/ou remarcados em função de mau tempo, transporte quebrado, trânsito congestionado, dentre outros.

Art. 104 – Todas as partidas serão realizadas no período matutino.

Art. 105 – A cerimônia de premiação e encerramento será realizada no dia 07/07/2017 às 11h30, no pátio de formatura do CMT.


CAPÍTULO XI

CASOS OMISSOS

Art. 106 – Os casos omissos a esse Regulamento Geral serão resolvidos pela Comissão Organizadora da VI Olimpíada do Colégio Militar Tiradentes.

Art. 107 – As tabelas dos jogos serão confeccionadas de acordo com as inscrições e as provas de todas as turmas e serão anexos desse regulamento.

Art. 108 – O presente regulamento entra em vigor a partir da data de publicação no site da instituição.    

Brasília, 08 de maio de 2018. 

DANILO OLIVEIRA – TC QOPM

Comandante do CMT

ANEXO I

CRONOGRAMA

DATA

ORIENTAÇÃO CRONOLÓGICA

08/05

Divulgação do tema.

08/05

Apresentação do tema, nome e desenho da Cia (para colocar na camisa).

10/05

Reunião para divulgação do Regulamento com os Representantes Esportivos.

21/05

Layout do uniforme.

25/05

Último dia para trocar de cor.

30/05

Divulgação da avaliação do tema, nome e layout do uniforme.

04/06

Entrega das inscrições por e-mail (edfisicacmt@gmail.com).

06/06

Entrega das Bandeirinhas da Festa Junina (Prazo Final).

06/06

Entrega das prendas (Prazo Final).

06/06

Último dia de arrecadação de alimentos.

11/06

Divulgação da tabela.

11/06

Entrega do CD com a música tema da turma.

16/06

Apresentação Cultural da Festa Junina

18/06

Entrega do Texto de Abertura.

18/06

Entrega do painel de pintura.

21/06

Congressos técnicos.

29/06

Ensaio Geral com as turmas.

03/07

Cerimônia de Abertura.

03/07

Competição de Atletismo.

02/07

Início dos Jogos.

05/07

Corrida de resistência.

05/07

Prova da Fantasia

07/07

Encerramento e premiação.

ANEXO II

LAYOUT DO UNIFORME

*Os nomes de Guerra, patrocinadores e/ou frase da CIA não são itens obrigatórios na camisa de Uniforme.

ANEXO III

QUADRO DE ORIENTAÇÕES DE ALGUMAS FALTAS

DESCRIÇÃO DA FALTA

FALTA LEVE

PUNIÇÃO

  • Namoro (andar de mãos dadas, abraçados);

  • Brincadeira com água;

  • Atleta ou equipe com instrumento de sopro ou percussão e papel picado;

  • Erros em desenhos/camisetas;

  • Turma que perder jogo por ausência (wxo).

Advertência por escrito

Perda de 05 pontos

  • Namoro (beijos);

  • Ofensas a companheiro de equipe;

  • Ofensas a atletas e/ou equipes adversárias;

  • Atitude inadequada com os alunos menores;

  • Ofensas a adversário após o jogo;

  • Ofensas ao árbitro;

  • Sem uniforme;

  • Trazer convidado sem prévia identificação;

  • Atrapalhar a realização de qualquer atividade (jogos, corridas, comemoração, desfile de abertura, etc);

  • Postura inadequada de aluno/atleta em jogo ou fora dele (palavras de baixo calão, etc).

Exclusão do Atleta

Perda de 05 pontos

DESCRIÇÃO DA FALTA

FALTA MODERADA

PUNIÇÃO

  • Reincidência de fatos de alunos ocorridos por aluno já excluído;

  • Professor Conselheiro com postura de torcedor (tumulto, má orientação);

  • Orientador do Corpo de Aluno com postura de torcedor (tumulto, má orientação);

  • Aluno nas dependências da escola com camisa de outra turma.

  • Punição para a equipe e o enquadramento do aluno nas normas disciplinares da escola;

  • Professor será encaminhado à sua coordenação pedagógica para administração do fato;

  • Orientador do Corpo de Aluno será encaminhado ao seu comando para administração do fato;

  • Exclusão do aluno e punição da equipe.

Perda de 10 pontos

DESCRIÇÃO DA FALTA

FALTA GRAVE

PUNIÇÃO

  • Postura inadequada para com Funcionário / professores / coordenadores /agentes de segurança do CMT;

  • Postura inadequada de torcida (xingar, etc);

  • Dano patrimonial.

  • Usar piercing durante o evento.

  • O aluno será excluído e a equipe será enquadrada em falta grave.

Perda de 15 pontos

DESCRIÇÃO DA FALTA

FALTA GRAVISSÍMA

PUNIÇÃO

  • Briga entre alunos;

  • Colocar atleta irregular no jogo (emprestar camiseta, jogar com nome e camiseta trocada)*;

  • Emprestar camiseta a pessoas estranhas;

  • Bebida alcoólica, fumo ou objetos perigosos;

  • Qualquer tipo de postura que venha a denegrir a imagem da instituição e/ou qualquer de seus representantes.

  • Exclusão dos jogos;

  • Encaminhamento ao Corpo de Alunos para enquadramento nas normas disciplinares da escola.

Perda de 20 pontos

*Além dos pontos perdidos na pontuação geral, os pontos da partida não serão computados para o índice técnico da modalidade.